Simule

Energia: Especialistas apontam para conter consumo.

31 de agosto de 2021

compartilhe

Governo deve anunciar um novo reajuste na taxa extra de energia para conter o consumo.

Especialistas alertam para necessidade urgente de medidas para conter o consumo, mas ainda não há acordo sobre os incentivos federais.

O nível dos reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste está caindo sem parar. Na sexta (27), era 22,06%. Nesta segunda-feira, já está em média em 21,82%.

A hidrelétrica de Furnas, por exemplo, uma das mais importantes do país, está com o reservatório em 17,47%. Nesse mesmo dia no ano passado, a situação era completamente diferente. O nível dos reservatórios do Sudeste e Centro-Oeste estava em 40,62%.

“Em alguns casos, esses níveis muito baixos nunca foram visitados. Você nunca ficou numa situação com tão pouca água nos reservatórios e teme-se que pode ser que alguns comecem a funcionar mal. Quando começa a ficar muito baixo, pode acontecer alguma coisa que nós não conhecemos”.

Jerson Kelman, ex-presidente da Agência Nacional de Energia Elétrica e Agência Nacional de Águas.

Especialistas avaliam que, diante desse cenário, seria preciso diminuir imediatamente o consumo de energia no país. Mas o governo ainda não disse como vão funcionar as medidas anunciadas na semana passada para estimular a economia voluntária de energia por grandes e pequenos consumidores. Uma das ideias em estudo é dar um desconto para quem reduzir o consumo ao longo dos próximos meses. Mas o valor do benefício ainda está sendo discutido.

Além do risco de falta, o brasileiro já está pagando mais caro pela energia que consome. É que para garantir o fornecimento, o governo está precisando importar energia de outros países e acionar as usinas termoelétricas, que são mais caras.

Na terça-feira (31), o governo vai anunciar um novo reajuste na taxa extra da energia, o que vai fazer com que a conta de luz, que já subiu 13,5% este ano, fique ainda mais cara. E, como a energia é usada por todos os setores da economia, isso vai ter um forte impacto na inflação.

“Se a expectativa de inflação para o próximo mês está em torno de 0,6%, ela acelera para 1%, que é uma taxa de inflação muito alta para um mês apenas. Lembrando que a nossa meta de inflação para esse ano é de 3,75%. Então, em um mês só subir 1% é muita coisa”,

Explica André Braz, professor da FGV/IBRE.

Conter o consumo ou pagar menos no consumo de energia elétrica?

Chega a parecer brincadeira! Mas é possível você economizar muito mais apenas fazendo parte do sistema COGECOM de geração de energia remota, o mais incrível é não ter que instalar absolutamente nada no estabelecimento ou residência.

Veja como funciona:

Gerar energia de forma remota com a COGECOM possibilita menor custo de tarifa e economia chegando até 25%!

É importante lembrar que a COGECOM é a primeira geradora de energia compartilhada do país, atuando desde 2017 e atendendo a mais de 12.000 unidades consumidoras no Brasil.

Sem custo de adesão, o estabelecimento participa da geração remota de energia em usinas menores de energia renovável, que são repassados a concessionária, gerando créditos de energia pagando de 10 – 20% menos na fatura.

Você pode saber se seu estabelecimento se enquadra para Geração Distribuída clicando aqui.

Entre em contato e lhe ajudaremos gratuitamente a saber qual alternativa é melhor para seu negócio.