Simule

Brasil pode ter a energia mais cara do mundo em 2021.

6 de agosto de 2021

compartilhe

Brasil ocupa 2º lugar no ranking de tarifa de energia mais cara.

Segundo o Instituto Ilumina, até o fim do ano o Brasil poderá ser detentor da triste marca, de ser o país com a tarifa de energia mais cara do mundo.

Em junho, a Aneel divulgou balanço relativo às tarifas de 2020 e o Brasil estava segundo lugar do ranking da energia mais cara, atrás apenas da Alemanha, que possui uma bacia hidrográfica menor que a brasileira, menos sol e menos vento.

Segundo D’Araújo, a tarifa com valores altos é também uma espécie de apagão , pois a população perde o acesso à energia simplesmente por não ter como pagá-la. Culpar a falta de chuvas para as bandeiras vermelhas da Aneel seria ignorar a má gestão do sistema e da oferta de energia.

“É preciso rejeitar a confortável atribuição de culpa na falta de chuvas. Evidentemente, novos encargos surgiram para socorrer a oferta mal programada e encarecer o preço da energia, sinal de que o sistema mercantil não está seguindo o plano traçado”

Fonte: Veja

Energia cara? Não precisa ser para sempre!

Segundo Roberto Correa, presidente da COGECOM, o sistema de geração distribuída ainda consegue ser a melhor forma de contornar o problema de consumo elevado de energia não apenas no curto prazo, mas durante o ano todo:

“Quando o consumidor usa energia de fonte renovável além da concessionária, temos mais geração. Mais do que economizar é necessário repensar o consumo.”

O sistema de geração distribuída é o mais sólido e acessível no momento atual. Por se tratar de algo sem investimento e sem mexer na estrutura local, muitos condomínios e estabelecimentos tem aderido pelo retorno médio de 15 – 25% de economia de energia.

Sem custo de adesão, o estabelecimento participa da geração remota de energia em usinas menores de energia renovável, que são repassados a concessionária, gerando créditos de energia pagando de 10 – 20% menos na fatura.

Você pode saber se seu estabelecimento se enquadra para Geração Distribuída clicando aqui.

Entre em contato e lhe ajudaremos gratuitamente a saber qual alternativa é melhor para seu negócio.