Simule

As aplicações do Blockchain no mercado de energia renovável

21 de agosto de 2020

compartilhe

Nos últimos anos, o mercado de energia renovável no Brasil apresentou resultados muito positivos. Inclusive, o país se tornou parte de uma de nações que lideram de fonte energética limpa. A prestigiada colocação está relacionada à utilização de tecnologias no ramo, como o Blockchain, por exemplo. Explicaremos, a seguir, quais as aplicações do recurso no mercado em questão.

O que é Blockchain?

Trata-se de uma tecnologia atrelada à Bitcoin, moeda virtual que explora diversos setores econômicos. Um deles, conforme citamos, é o de energia renovável.

De modo genérico, o recurso funciona como um relatório de transferências e transações, disponível em vários computadores de um sistema. Qualquer dado adicionado ou atualizado é automaticamente replicado para as demais unidades envolvidas.

As informações são armazenadas em blocos interligados, o que possibilita a construção de um histórico com todos os registros já feitos. Dessa forma, a tecnologia permite acessibilidade, segurança, transparência e invariação dos nos setores em que atua.

Através dos mecanismos de confiabilidade, o Blockchain permite que não haja intermediação entre agentes, com os dados.

Como utilizar o Blockchain no mercado de energia renovável?

Estamos falando de uma ferramenta bastante versátil e uma tecnologia muito disruptiva. A sua utilização pode ser encontrada em diversos setores do mercado, como havíamos dito. No entanto, como aplicar o recurso na área de energia renovável, um destaque do país?

Comercialização

A energia obtida de forma limpa e renovável, nesse caso, seria comercializada de maneira direta entre os produtores e os consumidores. Até então, o caso mais conhecido e também o primeiro, aconteceu em Nova Iorque, em 2016.

Automação

Conforme falamos anteriormente, o uso do Blockchain permite mais confiança, transparência e acessibilidade em relação às informações existentes sobre qualquer setor. Dessa forma, a tecnologia tem potencial para automatizar ainda mais os processos existentes.

Registros e a rastreabilidade, por exemplo, são dois fatores que, quando automatizados, reduzem os custos e o tempo dos processos envolvidos.

Contratos Inteligentes para comercialização em varejo

O mercado atacadista de energia é um processo de negociação e vendas bastante complicado. Afinal, envolve questões e termos muito técnicos, legais e ainda regulamentos específicos.

O Blockchain poderia ser aplicado para automatizar esses processos, através de Contratos Inteligentes e, conforme explicamos, tornar mais barato, rápido e eficiente tudo que envolve a negociação. Com isso, agilizando todo o processo.

As aplicações citadas apresentam o grande valor que o instrumento pode agregar ao mercado de energia, tanto a limpa, como a não renovável. O objetivo é trazer mais modernidade e eficiência, além da redução de custos, para os modelos de negócio atuais.

No entanto, no Brasil, trata-se de um projeto com muitas perguntas e dúvidas a serem respondidas antes de uma implementação em massa. Portanto, estamos falando de algo embrionário, no início de sua trajetória.

Aliás, um dos maiores empecilhos para que o plano saia do papel, definitivamente, é a demora de retorno sob o investimento feito, devido também à falta de apoio de muitos governos.

Gostou do tema de hoje?

Compartilhe com quem se interessa pelo assunto e conta pra nós lá nas redes sociais
Qual sua opinião sobre o Blockchain?

Cogecom
A energia de quem pensa!